Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
31
Contacto
Dúvidas ou sujestões dicasparapoupar@gmail.com
Newsletter

Escreve aqui o teu e-mail:

Delivered by FeedBurner

30
Jan
18

Aqui fica o prometido post sobre o que devem fazer até 15 de Fevereiro acerca da entrega da declaração de IRS de 2017, que deverá ser entregue este ano, durante o mês de Abril.

irs 2017.png

 

Este ano há algumas alterações na entrega do IRS:

- Deixa de haver entregas de IRS em papel, serão aceites apenas entregas do IRS em formato digital, assim se têm amigos ou familiares que faziam entrega em papel, apoiem-nos nessa tarefa, peçam os códigos no portal das finanças e os passos que vou mencionar abaixo, é importante haver apoio de quem já percebe qualquer coisa do assunto.

- Aumentaram o número de contribuintes que têm disponível a opção de IRS Automático que é alargado também às famílias com filhos, para isso é necessário confirmar alguns dados, como agregado familiar e habitação permanente, para que tudo esteja correto ao fazer o IRS automático.

- Assim, à semelhança dos anos anteriores, têm até 15 de Fevereiro para confirmar as despesas no Portal das Finanças, não se esqueçam que as faturas que inserirem manualmente devem guardar durante 4 anos, as outras podem descartar.

- Até 15 de Fevereiro terão ainda que comunicar o agregado familiar e os dados da habitação permanente, devem ter sempre em conta que podem fazer o IRS em conjunto ou separado e ver qual a opção mais vantajosa, melhor é fazer a simulação. No portal das finanças têm um manual a explicar como fazer, no caso do sistema não funcionar tem que ir tentando, porque é muita gente a aceder e por vezes bloqueia ou não funciona à primeira.

- Em Abril, quando forem para fazer o IRS não é obrigatório enviar o IRS em automático, caso pretendam uma situação diferente do que está comunicado ou caso haja algum erro podem fazer a declaração como habitualmente.

- É importante não deixar estes assuntos para confirmar para o último dia, porque depois o sistema bloqueia com muitos acessos e não funciona, as despesas eu vou confirmando ao longo do ano, ajuda para organizar os documentos e facilita porque nesta altura já há menos despesas para confirmar.

- Lembro que as despesas que não forem confirmadas, depois de 15 de Fevereiro passam todas a despesas gerais familiares, cujo limite de dedução é de 250€ e facilmente se atinge, caso esteja incluído nesse valor despesas de saúde, educação ou despesas relativas a dedução do IVA, não obtêm essa dedução, que pode permitir receberem mais valor de IRS.

publicado por Rosa Cristiana* às 09:24

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
Dica da Semana

Publicidade
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO