Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Contacto
Dúvidas ou sujestões dicasparapoupar@gmail.com
Newsletter

Escreve aqui o teu e-mail:

Delivered by FeedBurner

20
Set
16

Lay-AMI-CampanhaRX-GOpost-800x600px.jpg 

Já começou a Campanha de Reciclagem de Radiografias da AMI.

Até dia 4 de outubro, vai ser possível entregar nas farmácias do país, as radiografias com mais de cinco anos ou sem valor de diagnóstico e assim contribuir para nos ajudar a continuar a nossa missão.

Nos 20 anos que tem esta campanha, já recolhemos quase 1.600 toneladas de radiografias, tendo conseguido, através da sua reciclagem, obter quase 16.000kg de prata (cerca de 800kg por ano), que não só não vai para o lixo e aterros, como depois de reciclada é reintroduzida no mercado de matérias-primas.

Todos os anos, esta Campanha gera fundos que permitem financiar um dos 16 equipamentos e respostas sociais da AMI em Portugal.

Por isso já sabem, destralhar também pode ser uma atitude solidária, eu já tenho as minhas radiografias velhas num envelope para entregar numa farmácia :)

publicado por Rosa Cristiana* às 16:51
22
Jul
14

Mais uma vez ando numa de destralhar, afinal dou-me conta que tenho tanta coisa em casa que está arrumada para um canto e já não uso e pode ser útil para outras pessoas.

 

Assim, opto por:

- Doar

- Trocar

- E Vender.

 

Principalmente em roupa opto por doar, já que pode ser útil a outras pessoas, ou também colocar para trocas, para esse efeito comecei a utilizar recentemente o site Troca-se e parece-me muito interessante, vamos ver como correm as trocas :)

 

Para vender, principalmente objectos de tecnologia e afins utilizo o OLX e o Custo Justo.

 

Também tenho muitos livros escolares que queria dispensar, mas lá está, nem sei bem o que lhes fazer.

 

Para troca, já não preciso de outros livros, vender também não, aliás alguns deles já não têm valor, mas não queria simplesmente enviá-los para a reciclagem, acho que podia fazer um pouco mais, gostava que os meus livros ainda pudessem ajudar alguém.

 

Talvez este ano os vá entregar a um banco de livros, para que possam escolher os que serão bons para enviar para os PALOP ou algo do género, porque finalmente talvez tenha tempo para ir a um banco de livros fazê-lo, espero eu.

 

Assim consigo espaço para coisas novas, que me sejam mais úteis e ainda ganho uns trocas extra ao vender algumas coisas de valor mais alto, e posso ainda ajudar algumas pessoas, doando o que já não uso também.

 

3 em 1 {#emotions_dlg.sol}

 

publicado por Rosa Cristiana* às 09:37
21
Out
13

E quando precisamos de um funil para passar qualquer líquido sem verter e não temos nenhum funil há mão, há sempre forma de arranjarmos um substito à altura.

 

 

Basta pegar numa garrafa de água ou sumo vazia e que esteja limpa e cortar um pouco mais abaixo do gargalo da garrafa e temos um funil, prático e muito baratinho.

 

De preferência que a garrafa tenha a tampa pequena para dar para verter líquidos em sitios também com a tampa pequena.

 

E depois ainda podemos aproveitar a tampinha da garrafa e colocá-la num garrafão semelhante a este para reciclar e mais tarde doar para ajudar na compra de uma cadeira de rodas ou algo em que as tampinhas sejam valorizadas.

 

publicado por Rosa Cristiana* às 11:34
07
Mar
13

O Continente é ainda dos poucos supermercados que dá sacos plásticos, mas eu quando chego a casa das compras guardo-os para futuras utilizações.

 

 

(Imagem retirada da internet)

 

Ando sempre com um ou dois na carteira para o caso de ir ao Pingo Doce ou ao Mini-Preço, assim não preciso de pagar saco.

 

Depois em casa tenho duas gavetas com sacos plásticos, eu guardo-os na gaveta, mas muita gente os guarda naqueles dispensadores de sacos plásticos, ou também podemos fazer um com um garrafão de plástico.

 

Quando os sacos são limpos, guardo numa gaveta para depois utilizar, levar a marmita para o trabalho, transportar outras compras ou coisas diversas, ou até mesmo para guardar várias coisas no congelador.

 

Quando os sacos já têm um cheiro esquisito, ou mesmo quando os tiro do congelador deixo derreter o gelo e guardo noutra gaveta à parte, esses utilizo para transportar o lixo e também os materiais para a reciclagem.

 

Desta forma posso reutilizar até mais que uma vez os sacos das compras antes de irem para a reciclagem.

 

Além de poupar em sacos do lixo também poupo um pouquinho mais um ambiente.

 

E vocês também guardam os sacos plásticos para futuras utilizações?

 

publicado por Rosa Cristiana* às 09:31
03
Jan
13

Como já referi anteriormente aqui em casa a roupa velha não vai directa para o lixo.

 

Aproveito para fazer panos de limpeza bem mais baratos e muito eficazes.

 

Mas não é apenas isso que guardo, quando se trata de casacos, camisas ou quaisquer outras peças que tenham botões também os guardo. Desde bem pequena que me habituei a guardar os botões da roupa velha.

 

Quando era preciso um botão para alguma peça de roupa ia procurar à saca dos botões da minha mãe. Mais tarde também colei botões numa mala em forma de flor, que deu mais alegria e ficou bem bonita.

 

Aconteceu-me recentemente perder dois botões de um casaco, então fui à minha caixinha dos botões, alguns deles que já guardei à uns bons anos e troquei todos os botões do casaco por cinco todos iguais, assim já não tive que comprar.

 

 

Aproveitar os botões também permite poupar muito e podemos fazer coisas muito bonitas além de colocar na roupa :)

 

publicado por Rosa Cristiana* às 07:45
18
Dez
12

Eu gosto sempre de aproveitar as coisas até ao fim, e também nos panos de limpeza acabo por aplicar essa regra.

 

As t-shirts e outras peças de roupa que já estão velhas e não dão para usar viram farrapos, antes de deitar fora.

 

Corto em bocados todos mais ao menos do mesmo tamanho e vou utilizando para as limpezas, quando já estiver muito velho é que deito fora.

 

Desta forma aproveitamos ainda mais um pouco aquilo que poderia ir fora e não gasto mais dinheiro a comprar panos, enquanto tenho estes são os que uso e quando houver mais peças velhas virão mais :)

 

publicado por Rosa Cristiana* às 09:40
17
Dez
12

Este ano decidi fazer a decoração natalícia aproveitando ao máximo coisas que tinha em casa já sem utilidade, para gastar o mínimo de dinheiro em decoração de Natal.

 

Já tinha visto a sujestão de fazer uma árvore de natal para colocar na chaminé com uma revista.

 

Comecei a fazer e achei bom o resultado, mas mesmo assim ainda queria algo mais elaborado.

 

Então decidi fazer mais árvores e colar, o que deu uma árvore bem redonda e grande :)

 

Assim, em vez de mandar as revistas que tinha a mais, para a reciclagem, criei uma bonita decoração de Natal com árvores de revistas :)

 

 

E o Natal está quase a chegar :)

publicado por Rosa Cristiana* às 09:09
09
Out
12

Reciclar é algo que já faço à algum tempo, mas achei que podia fazer mais qualquer coisa além de deitar as embalagens e papeis nos locais correctos. Porque não começar a guardar as tampas de plástico das garrafas e poder mais tarde ajudar alguém?

 

Aqui em casa nem gastamos assim muitas coisas com garrafas de plástico, e por consequência não temos muitas tampas, mas pouco a pouco elas vão acumulando, e se em vez de as meter na reciclagem também, as guardar poderei ajudar uma pessoa que precise, para a compra de uma cadeira de rodas, por exemplo.

 

Vemos sempre por aí imensas campanhas de ajuda que fazem a angariação destas tampinhas que servirão para angariar fundos para a compra de material necessário ao bem estar de algumas crianças e pessoas com deficiência.

 

 

Comecei à pouco tempo a juntar estas tampas, mas já tenho algumas e quando encher o garrafão entregarei onde estejam a fazer o pedido e continuarei a juntar.

 

Além de reciclar ainda estamos a ajudar, não custa nada :)

publicado por Rosa Cristiana* às 08:21
04
Abr
11

 

Tem uma colecção enorme de revistas, mas andam todas espalhadas e de cada vez que quer ver uma é uma complicação..

 

O seu filho tem imensos livros de histórias que lhe custuma ler antes de dormir, mas anda sempre com eles de um lado para o outro e acabam sempre desorganizados..

 

Pegue numa caixa de cartão de cereais ou até mesmo uma caixa de detergente, depende da quantidade de livros ou revistas que quiser guardar.

 

Comece por cortar a parte de cima da caixa e depois na diagonal, de cima para baixo de um lado e terminado mais ao menos no terço inferior do outro lado, depois forre a caixa com papel autocolante para ficar mais bonito e guarde os livros ou revistas de forma organizada..

 

Pode até fazer esta tarefa na companhia do seu filho, com aquelas caixas bem coloridas dos cereias dele, ele vai adorar a diversão e terá os livros mais organizados..

 

Organização com caixas de cartão

 

publicado por Rosa Cristiana* às 21:26
12
Jan
11

 

 

Faço habitualmente compras ou trocas em diversos sites da internet, especialmente no Leiloes.net, assim, sempre que recebo correspondência vou guardando os envelopes, especialmente aqueles que são almofadados e estão em bom estado, que possam ser utilizados novamente.

 

 

Depois, sempre que preciso de enviar alguma coisa, que vendo ou troco, pego no envelope e coloco uma folha branca de forma a tapar o nome do antigo remetente e destinatário e todos os carimbos que existam, por vezes utilizo apenas um pouco de papel para tapar o remetente e o destinatário apenas, sem cobrir todo o envelope, coloco os novos nomes e voilá, já posso ir levar aos correios.

Assim, só preciso de pagar os portes a nível de peso e já poupo o valor do envelope, que por mais simples que parece pode custar logo 1,50€ ou mais.

 

Não há qualquer problema em reciclar envelopes, não estamos a cometer nenhuma ilegalidade e assim poupamos sempre alguns trocos no envio dos produtos.

 

Se o envelope que recebeu já está muito danificado, caso seja almofadado, pode sempre aproveitar o plástico de bolhas de ar que tem no interior e usá-lo para enviar encomendas de produtos mais frágeis, que possam partir ou também para manter as frutas e os legumes sempre frescos.

 

Há também outra forma de poupar no envio por correio, no envio de livros, se enviar num envelope apenas livros, pode escrever no envelope "Taxa de livros" e na altura que for entregar nos correios peça para enviar a carta com taxa de livros, que tem valor significativamente mais baixo que o normal.

 

publicado por Rosa Cristiana* às 13:44
mais sobre mim
Dica da Semana

Publicidade
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO