Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Contacto
Dúvidas ou sujestões dicasparapoupar@gmail.com
Newsletter

Escreve aqui o teu e-mail:

Delivered by FeedBurner

02
Set
15

Depois das férias estou de volta com muitas novidades, hoje trago algumas dicas das refeições que é possível fazer com sobras de carne, no meu caso eram sobras de várias refeições, de frango estufado, de carne assada, entre outras sobras que fui guardando no congelador, toda junta era um quilo de carne, que foi toda picada na picadora (quem tem filhos pode aproveitar também para juntar alguns legumes cozidos à mistura).

Preparei a carne para croquetes, fazendo juntando também sobras de molho para dar mais sabor, rendeu uma refeição para 4 pessoas e 20 rissóis e 23 bolinhas que congelei, que mais tarde renderam mais 5 refeições para duas pessoas.

Resumindo, rendeu as seguintes refeições:

- Croquetes e rissóis para 4 pessoas

- 2 refeições de rissóis para 2 pessoas

- 1 refeição de rissóis para 1 pessoa

- 2 refeições de croquetes para 2 pessoas

- 1 refeição de "almôndegas" para 1 pessoa

- 1 tacinha de paté de carne (usei para entrada, mas daria facilmente uma refeição numa sandes acompanhada de tomate, alface e um ovo cozido)

Agora vamos às receitas:

- Para os croquetes (bolinhas) podem ver aqui a receita, usei o mesmo recheio para fazer os rissóis de carne, para panar utilizei pão ralado aromatizado caseiro.

- Para as "almôndegas", acrescentei a um pouco de molho de tomate algumas bolinhas dos croquetes

- Para o paté, retirei um pouco de carne, depois de a passar na picadora, antes de fazer o preparado dos croquetes e acrescentei maionese até ter a consistência desejada.

Estas são apenas algumas sugestões de aproveitamento de sobras de carne, para outras sobras podem ver aqui.

20141115_180908-tile.jpg

publicado por Rosa Cristiana* às 08:26
04
Jun
15

Levar o almoço para o trabalho é uma poupança significartiva no orçamento de qualquer família, o dinheiro que dariam por uma refeição de um dia dá para preparar os almoços da semana inteira, ou quase. Contabilizando um valor de 6€ por refeição, que na maioria dos casos é superior, em 20 dias de trabalho, temos um custo de 120€, este custo pode ser reduzido para cerca de um terço, pelo menos.

No entanto nem sempre é fácil escolher as melhores refeições para levar, para ser aquecida, para comer fria ou simplesmente para levar dentro de um termo para se manter morna, por isso hoje deixo algumas sugestões para ajudar nesta tarefa.

Refeições rápidas e práticas de aquecer, caso tenham cantina com microondas ou forno para aquecer:

Lasanha de frango

Massa com frango gratinada

Barrinhas de pescada no forno

Massa recheada com presunto

Arroz de pato

Massa com atum

Carne estufada com legumes e massa

Salada russa

 

Refeições que podem ser comidas frias, principalmente agora no verão, acompanhados de uma salada (levar os temperos à parte):

Empadas de frango

Quiche de frango

Rissóis de atum

Bolo de bacalhau com azeitonas

Bolos de bacalhau

Sonhos de peixe

Folhado de carne

- Croquetes de carne ou peixe

- Pizza caseira ou mini-pizza

Bifes panados

 

Boas receitas e boas poupanças :)

publicado por Rosa Cristiana* às 08:31
18
Fev
15

Estes sonhos de pescada são deliciosos e uma excelente opção para fazer com que miúdos e graúdos comam peixe sem reclamar :)

Desde a primeira vez que vi no sabor intenso, soube que tinha que experimentar, por parecer muito fácil e porque o J. não gosta muito de pescada, encontrei aqui uma opção para fazer mais vezes.

Fiz a receita com pequenas alterações:

 

Ingredientes:

300g de pescada (utilizei mimos de pescada Pescanova comprados com vales de desconto)

1 chávena de água de cozer a pescada

1 chávena de farinha

50g margarina

4 ovos

casca de 1 limão

sal e piri-piri

salsa picada

óleo para fritar

 

Modo de preparação:

Como o J. não gosta muito de pescada, optei por cozer antes a pescada com um pouco de sal, depois desfiei para uma tigela.

Entretanto fiz a massa dos sonhos, esta é a base que normalmente uso para fazer sonhos doces.

Levei a água a ferver (de cozer a pescada) com a margarina e a casca de limão, quando começar a ferver retirar a casca de limão e adicionar a farinha de uma vez, mexendo sempre até a massa cozer e desagarrar do tacho. Deixar arrefecer um pouco a massa, para não cozer os ovos e depois juntar um a um, misturando bem de forma a que fique uma pasta homogénea.

Acrescentar depois a pescada já desfiada, a salsa picada e um pouquinho de piri-piri a gosto, misturar bem até ficar homogéneo.

Levar a fritar pequenas bolinhas em óleo bem quente, escorrer sobre papel absorvente e estão prontas a servir.

Servi com um arroz de feijão e uma saladinha.

Também é uma boa refeição para levar na marmita, ou para reutilizar sobras de outras refeições.

Custo: Comprei os mimos de pescada com vale de desconto, mesmo sem qualquer acumulação de cupões continente, 10% ou 5€ em 20€, por exemplo, fica por 1,29€, juntando os restantes ingredientes gastei 1,50€ (os ovos são sempre caseiros, comprando os ovos ficará por 2€), que dá para pelo menos 2 refeições de 2 pessoas.

Bom apetite :)

IMG_20140911_205757.jpg

publicado por Rosa Cristiana* às 11:10
08
Ago
14

Para utilizar uns restos de carne que tinha no congelador e uma massa folhada que andava por lá perdida aproveitei para fazer uns folhados de carne, mas no final ainda sobrou um pouco de carne picada e agora o que fazer com ela? Podia sempre fazer uns croquetes mas não me estava nada a apetecer fritos.

 

E afinal o objectivo é esvaziar o congelador pois as férias aproximam-se.

 

E como também sobrou um pouco de ovo de pincelar os folhados lembrei-me de juntar tudo e fazer uma espécie de omelete mas no forno.

 

Já tinha feito uma outra altura e até não ficou muito mal. Desta vez juntei mais dois ovos à carne que ainda era bastante, para não ficar uma omelete muito pesada, pois a carne é um ingrediente um pouco pesado para omelete, adicionei um pouco de piri-piri e juntei sementes de linhaça, aproveitei para juntar um pouco, já que tinha colocado também nos folhados, é saudável e no meio da omelete nem se nota {#emotions_dlg.brrrpt}

 

Pronto e depois coloquei em formas de queques de silicone e foi só levar ao forno, ficaram pequenas omeletes, bem maus saudáveis que as tradicionais omeletes, ainda hei-de fazer novas experiências com outros ingredientes menos pesados, como fiambre, queijo ou bacalhau, desta vez foi apenas para aproveitar os ingredientes que tinha.

 

Cá em casa nada se estraga, tudo se tranforma {#emotions_dlg.sol}

 

Cá estão os bolinhos :)

 

publicado por Rosa Cristiana* às 10:05
05
Ago
14

Piquenique que é piquenique não dispensa uma mantinha e uma cestinha com a marmita, que pode incluir muitas receitas caseiras, como empadas, folhados, rissóis, croquetes, bolos salgados, quiches, entre outros, podemos levar também água fresca e sumos caseiros, mas o que não se dispensa também são as sobremesas frescas e porque não fazer também caseiras e em doses individuais?

 

Assim, estão sempre prontas a servir e muito práticas, também são uma boa opção para levar na marmita.

 

Desta vez experimentei com gelatina de pêssego, mas hei-de experimentar com outro tipos de sobremesa que já tenho em mente e à gelatina também podemos adicionar fruta partida em pequenos pedaços, hummm..

 

Ao fazer a gelatina basta dividir em doses individuais por frascos que tenham uma tampa boa, depois de fresca e solificada está pronta para levar, é importante que se mantenha sempre fresca. É uma opção fácil, saudável e muito mais económica que comprar as gelatinas ou sobremesas individuais já prontas que existem no supermercado.

 

A próxima experiência será talvez com gelatina, iogurte grego e fruta, também me parece uma boa combinação para levar para um piquenique.

 

P.S. Para tirar foto já só apanhei um frasco, porque os outros foram logo devorados, juntei também uma tacinha individual que tinha feito para comer em casa :)

 

 

publicado por Rosa Cristiana* às 10:15
17
Abr
14

Depois de uns dias atribulados, aqui fica uma receita que já tinha planeado publicar.

 

Tinha no congelador umas sobras de carne e também uma massa folhada que já me andavam a sorrir à algum tempo, lembrei-me então de fazer um delicioso folhado de carne, quase igual aquele que o J. tanto gosta.

 

Era uma base redonda que tinha comprado para fazer uma tarte de nata, como entretanto não gastei foi parar ao congelador, esta receita é mais prática se for feita com massa folhada retangular, mas usei o que tinha e ficou uma delícia, como também tinha um resto de cogumelos e milho no frigorífico, juntaram-se todos para uma nova receita.

 

Ingredientes:

sobras de carne

1/2 lata de cogumelos

1/2 lata de milho

1/2 cebola

azeite, sal e piri-piri

gema de ovo para pincelar

sementes de sésamo

 

Modo de preparação:

Picar a carne na picadora. Picar a cebola e levar a refogar num pouco de azeite, juntar os cogumelos escorridos e refogar um pouco, podem usar também cogumelos frescos, como foi uma refeição de sobras juntei de lata, temperar com um pouco de sal e piri-piri, ter atenção ao tempero da carne, e se preferirem podem omitir este tempero. Juntar a carne picada e envolver bem, juntar finalmente o milho e misturar.

Depois da mistura da carne já fria, ou quase fria, dividir a massa folhada em dois e rechear com a carne, coloquei a carne de um lado, dobrei a massa de forma a cobrir tudo, colando depois bem as pontas, pincelar com gema de ovo e polvilhar com sementes de sésamo, usei apenas numa parte para experimentar, mas ficou muito bom :) Levar ao forno previamente aquecido a 180ºC até a massa ficar folhada e douradinha :) Com as sobras da massa ainda fiz um pastel pequenino :)

 

Podem servir como refeição com uma salada ou apenas para um lanche, também é uma boa opção para levar para o trabalho ou para piqueniques, que começam a saber bem com o calor que tem estado :)

 

Ficaram uma delícia, receita a repetir sem dúvida, até porque o J. adora estes folhados :) Podemos retirar o milho

 

Custo: Sendo uma receita de sobras contabilizo apenas a massa folhada que até foi comprada em promoção, ficou por isso a 0,60€.

 

 

 

Bom apetite :)

publicado por Rosa Cristiana* às 09:19
10
Abr
14

Tenham algum cuidado em fazer refeições especiais para o J. levar para o trabalho, uma vez que não tem como aquecer a comida torna-se mais complicado, por isso as refeições frias são as mais práticas.

 

Quando vi esta receita no blog Cinco Quartos de Laranja soube logo que tinha que experimentar, fiz umas pequenas alterações e utilizei sobras de bacalhau, já sabem que cá em casa aproveitamos sempre as sobras.

 

Ingredientes:

sobras de bacalhau assado

4 ovos

1/2 copo de leite

1 colher (sopa) de azeite

1 iogurte grego natural (125g)

250 g de farinha

1 colher (chá) de fermento

1 mão cheia de azeitonas às rodelas

1 raminho de salsa picada

piri-piri

 

Modo de preparação:

Como o bacalhau já tinha alguma gordura por ter guardado também um restinho do azeite do assado junto, quase eliminei a gordura.

Bati bem os ovos e adicionei o azeite e o leite, alternando também com a farinha, fui batendo sempre até estar tudo incorporado, juntei o iogurte grego e bati novamente, depois adicionei o bacalhau, as azeitonas e a salsa picada, misturar muito bem e temperar de piri-piri e sal caso necessário, como já eram sobras apenas pus um pouco de piri-piri.

Untei uma forma com manteiga e polvilhei com farinha e levei a cozer durante cerca de 40 minutos a 180ºC, verifiquei com um palito quando estava cozido.

Podem servir com uma salada, nós comemos sem salada, acompanhado de uma sopinha. Não se esqueçam que se levarem salada para o trabalho devem levar os temperos à parte para não "cozer" os legumes.

 

Aqui está ele na marmita para o J. levar para o trabalho :)

 

Custo: Tendo em conta que o bacalhau são sobras esta receita fica por cerca de 0,60€.

 

Ficou muito saboroso e é uma boa forma de reutilizar as sobras, mais uma :)

 

Bom apetite :)

publicado por Rosa Cristiana* às 07:40
27
Fev
14

Bem, tinha planeado uma receita de atum assim bem leve para o jantar de ontem, não eram bem wraps era talvez uma massa de atum, mas à última da hora lembrei-me que já andava à muito tempo para experimentar esta receita e podia ser um bom dia, acompanhado com uma sopinha qe já tinha feito, uma refeição rápida e deliciosa.

 

Ingredientes:

Massa

- 250 g de farinha

- 2 colheres (sopa) de azeite

- 1 pitada de sal

- 100 g de água

Recheio

- 2 latas de atum

- 1 cenoura ralada

- 1 lata pequena de milho

- 3 colheres (sopa) de maionese

- 1 dente de alho

- 1 raminho de salsa

 

Modo de preparação:

Começamos por fazer a massa, misturando bem todos os ingredientes até que fique a massa de desagarre das mãos, se necessário acrescentar um pouco mais de farinha. Tapar com um pano e deixar repousar cerca de 30 minutos.

Entretanto preparar os ingredientes para o recheio, escorrer o óleo do atum, ralar a cenoura e fazer a maionese de alho, esmagando o dente de alho, misturar com a maionese e a salsa picada, juntando também um pouco de piri-piri se acharem necessário.

 

Passados os 30 minutos, dividir a massa em pequenas bolas e estender para fazer os Wraps, levar uma frigideira antiaderente ao lume sem qualquer gordura e quando estiver quente colocar uma rodela de massa, deixar dourar de ambos os lados e colocar num prato, tapadas com um pano para não arrefecerem.

 

Depois rechear os Wraps com o atum, o milho, a cenoura ralada e por cima a maionese, fechar os Wraps e prender com um palito, caso necesssário e estão prontos a servir :)

 

Rápido, fácil e delicioso :)

 

Custo: Com os ingredientes comprados na promoção de 75% do Intermarché que utilizei nesta receita, ficou a menos de 1€.

 

Deu para ontem e para hoje o J. levar para o trabalho, esta é uma refeição que também é boa para levar na marmita, uma vez que se come bem fria.

 

publicado por Rosa Cristiana* às 08:18
28
Jan
14

Hoje trago mais uma receita muito prática para aproveitar sobras, mais uma vez sobras de frango.

 

Para a base poderão usar esta que apresento, ou se estiverem com mais pressa podem sempre usar massa folhada ou quebrada de compra.

 

Ingredientes:

Para a base

- 250g de farinha

- 100 g de manteiga derretida

- 100 ml de água

Para o recheio

- sobras de frango desfiado

- 1 lata de cogumelos

- 1 lata de milho

- 1 cenoura grande

- 4 ovos

- 2 dl de leite

- 100 g de queijo ralado

- sal e piri-piri

 

Modo de preparação:

Começar a preparar a base, colocar a farinha numa tigela, juntar a farinha e a água e misturar tudo muito bem, até que fique uma bola que descole das mãos, se necessário juntar um pouco mais de farinha, podem usar a batedeira com as varas de massa.

Deixar repousar cerca de 15 minutos e aconchegar bem na tarteira.

Preparar então o recheio: colocar o frango, o milho e a cenoura ralada por cima da massa. Depois misturar os ovos com o leite e bater bem, temperar de sal e piri-piri e colocar por cima da massa também, polvilhar com o queijo ralado e levar ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 45 minutos ou até que fique douradinha.

 

É uma refeição muito prática de fazer e deliciosa, é também uma boa receita para levar para o trabalho e que até se pode comer fria, sendo boa também para piqueniques.

 

Custo: Esta receita teve um custo de 2€, tendo em conta que é uma refeição de sobras.

 

 

Bom apetite :) 

 

publicado por Rosa Cristiana* às 09:06
10
Jan
14

A primeira vez que fiz rissóis foi com esta receita e ficaram simplesmente aprovados, são uma verdadeira delícia.

 

Muito bons mesmo, o namorado que não gostava muito de rissóis passou a adorar estes.

 

Ingredientes:

Para a massa

- 2 chávenas de água

- 1 colher (sopa) bem cheia de margarina ou manteiga

- casca de 1 limão

- 2 chávenas de farinha

 

Para o recheio

- 2 latas de atum

- 1 cebola

- 1 colher (sopa) margarina

- 1 copo de leite

- 3 colheres (sopa) de farinha

- piri-piri a gosto

 

1 ovo batido

pão ralado caseiro

óleo para fritar

 

Modo de preparação:

Primeiro preparamos a massa, levamos a água ao lume com a margarina e a casca de limão. Assim que começar a ferver, retiramos a casca de limão e juntamos a farinha de uma só vez, mexendo sempre até que esteja a massa forme uma bola que se desagarre do tacho.

Colocar a massa em cima da pedra da bancada polvilha com farinha e deixar arrefecer um pouco.

Podemos fazer então o recheio, levamos a cebola picada a refogar com a margarina, de seguida juntamos o leite mexendo bem, quando ferver juntamos a farinha e mexemos sempre para não ganhar grumos, juntamos o atum, temperamos com piri-piri (caso achem necessário, uma vez que o atum já tem sal não achei necessário colocar) e vamos mexendo sempre até que a mistura comece a desagarrar do fundo.

 

Depois com o rolo da massa, esticamos a massa fina, mas de forma a que não rasgue e colocamos uma pequena colher do recheio no meio, conforme o gosto, depois viramos a massa por cima e cortamos com um copo de forma a que apanhe todo o recheio claro (esqueci-me de tirar foto desta parte que é um pouco complexa, mas para a próxima a ver se me lembro e coloco aqui um passo a passo).

Vamos repetindo o processo até acabar a massa e o recheio.

Passamos então depois cada pastel pelo ovo e pelo pão ralado. Fritei alguns para comer no dia e para o J. levar na marmita no dia seguinte, os que sobraram foram para o congelador apenas panados, sem fritar.

Quando apetecer rissóis ou num dia em que o tempo para cozinhar escasseia são uma óptima refeição e caseirinhos, mil vezes melhor que os de compra. Basta retirar ainda congelados e colocar a fritar, tal como faríamos com os de compra.

 

Esta receita rende cerca de 25 rissóis, depende do tamanho que façam e teve um custo de 2€, já fazendo conta ao óleo de fritar, que quando frito poucos e fica pouco sujo ainda guardar para uma próxima, coando o pão ralado.

 

Cá estão eles, panados antes de fritar, cerca de metade foram assim directamente para o congelador, espalho por cima das coisas que estão no congelador e no dia seguinte coloco num saco de congelação, assim ficam sempre separados e podemos gastar apenas os que queremos.

 

 

 Alguns já depois de fritos.

 

 

Também já fiz uma vez com as massas finas da Buitoni que comprei a custo zero e  também ficaram bons, um pouco mais estaladiços.

 

Esta é uma receita mesmo deliciosa e muito prática. Se experimentarem não se vão arrepender :)

 

Também são ideiais para entradas nas festas e ficam muito mais económicos que os de compra e bem melhores :)

 

Bom apetite{#emotions_dlg.sol}

 

publicado por Rosa Cristiana* às 10:11
mais sobre mim
Dica da Semana

Publicidade
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO