Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
15
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
Contacto
Dúvidas ou sujestões dicasparapoupar@gmail.com
Newsletter

Escreve aqui o teu e-mail:

Delivered by FeedBurner

14
Out
15

Gosto muito da broa de milho e centeio que normalmente fazemos, mas pretendia fazer um pão diferente, mais parecido com o que habitualmente compramos na padaria.

Já tinha visto a receita do Artisan Bread à muito tempo no Pão, Bolos & Cia, mas faltava-me uma taça grande para o poder guardar no frigorífico.

Entretanto comprei a taça com capacidade de cerca de 5 litros e pus mão à obra.

Ingredientes:

- 1 colher (sopa) de fermento biológico seco (usei 15g de fermento fresco)
- 1 colher (sopa) de sal grosso
- 700ml de água
- 1kg de farinha de trigo T65

 

Modo de preparação:

Numa taça plástica com tampa, comprei uma com capacidade de 5 litros especialmente para isso. Com um pouco da água morna desfazer o fermento e o sal, acrescentar a restante água, adicionar a farinha e incorporar bem com a ajuda de uma colher de pau.

Deixar levedar fora do frigorífico tapado durante 2 horas, ou seja, à temperatura ambiente.

Passadas as duas horas a massa está pronta a ser usada ou então podem colocá-la no frigorífico onde a poderão manter por mais de uma semana (o máximo que mantive a massa foi uma semana, mas já existem relatos com mais tempo e fica boa à mesma, com o tempo fica apenas um pouco mais ácida)

Quando quiserem usar, basta polvilhar a massa com um pouco de farinha, puxar a quantida desejada e cortar com uma faca de serrilha.

Depois colocar numa superfície bastante enfarinhada, podem usar sêmola de milho ou farinha de milho (ou simplesmente trigo) e tende-se uma bola amassando o mínimo possível, rodando a massa e virando para baixo as bordas.
Colocar sobre a pedra enfarinhada ou numa pá de forno e deixar levedar 40min. destapado (eu coloquei diretamente num tabuleiro que levei ao forno porque ainda não tenho a base de terracota).

Pré-aquecer o forno cerca de 20min. antes, a 230ºC, com a base de terracota e o tabuleiro para a água.

Polvilhar o pão com farinha e com uma faca bem afiada fazendo uns golpes de decoração (cruz, xadrez, zebra).
Com uma espátula/pá grande levantar o pão e colocar a massa sobre a pedra e juntar 1 chávena de água quente ao tabuleiro quente (não fiz esta parte mas também ficaram bonitinhos).
Levar ao forno cerca de 30min. a 180-200ºC, até que esteja douradinho. 

Retirar e deixar arrefecer sobre uma grelha ou comer ainda quentinho com manteiga a derreter 

Custo: 0,50€ e deu para 4 pães bem grandinhos (tipo broa), feitos em alturas diferentes :)

Aqui podem ver como estava a massa ao final de 2 horas a levedar.

11657284_965594380137554_1073921023_n.jpg

E aqui estão os meus pães, na última já prontinhos para levar manteiguinha 

11122440_974081949288797_41066048_n.jpg11780551_10153394987889017_1141715783_n.jpg11751381_10153394989069017_251001503_n.jpg

Bom apetite :)

publicado por Rosa Cristiana* às 14:44
26
Jun
15

Desde alguns meses para cá começámos a fazer o nosso próprio pão.

Optámos por fazer broa por ser mais prático, durar fresca durante mais tempo e porque assim não iríamos gastar luz pois seria cozido no forno a lenha, mas também poderão fazer no forno eléctrico.

Nunca tinha amassado broa, já tinha feito alguns folares da Páscoa, mas a broa tem outros segredos e até a consistência final fica um pouco diferente, por isso foi uma verdadeira aventura quando certo dia em conversa com uma vizinha pusemos a hipótese de fazer broa, já tínhamos farinha de trigo e de centeio, só faltava mesmo a de milho, cujo problema se resolveu moendo o milho que tínhamos em casa e peneirando. Normalmente a farinha usada pela vizinhança é de milho branco, mas como só tínhamos milho amarelo foi dessa que usámos e a experiência foi tão positiva que ainda se mantém a receita.

O próximo passo era arranjar uma receita, a que encontrei e me pareceu mais interessante foi esta, mas decidimos desde logo dobrar a receita, mais tarde fiz algumas alterações e achámos que ficou melhor, por isso a receita final é um pouco diferente:

Ingredientes:

2 kg de farinha de milho

2 kg de farinha de centeio

2 kg de farinha de trigo tipo 65

100g de sal

80g de fermento

cerca de 3 litros de água a ferver

cerca de meio litro de água morna

 

Modo de preparação:

O adequado seria usar uma masseira ou uma gamela de madeira para amassar o pão, mas como ainda não encontrámos nenhuma ao nosso gosto continuamos a amassar numa bacia grande de plástico e tem funcionado bem. Colocar apenas a farinha de milho e ir adicionando a água a ferver até envolver e escaldar toda a farinha, com a ajuda de uma colher de pau (cuidado para não se escaldarem, a água tem que estar mesmo a ferver), tapar com um pano e deixar repousar um pouco.

Misturar o sal numa chávena com água a ferver e dissolver bem. Noutra taça dissolver o fermento num pouco de água morna (ter atenção que água muito quente mata o fermento).

Juntar as outras farinhas à farinha de milho escaldada e misturar bem, abrimos um buraco no meio e adicionar a água do fermento e do sal que entretanto também já arrefeceu um pouco. Depois é só amassar bem até ficarem todas as farinhas incorporadas e ir adicionando água até a massa ficar a consistência correcta, fica sempre um pouco húmida e a agarrar nas mãos, quando estiver amassada, separar das paredes da bacia (gamela ou masseira), polvilhar com um pouco de farinha de trigo, batendo em toda a volta, para que a massa deixe de agarrar às mãos e desenhar uma cruz na massa (apesar de não sabermos a receita esta é uma tradição antiga e é sempre cumprida). Tapar com um pano e deixar levedar. A massa está pronta quando tiver "estalada" bastante. Não sei precisar o tempo, nós vamos dando uma olhadela de vez em quando e com o tempo quente leveda mais rápido.

Para levar ao forno também existem alguns segredos. Tiramos porções de massa com a ajuda de um prato  e colocamos numa taça redonda previamente polvilhada com farinha (usamos uma tendedeira de madeira) e tender a massa, ou seja, atiramos ao ar algumas vezes. Depois levamos ao forno, pode ser colocada uma couve por baixo, ou colocar sem nada (para isso o forno é bem limpo de cinza e brasas com um vassouro molhado feito de ramos de carqueja), repetir o processo até terminar a massa.

Deixamos no forno cerca de meia hora até estarem cozidas. A maioria das vezes também optamos por fazer uma bôla com chouriço com sardinha, uma delícia.

Podem optar por fazer metade da receita e também pode ser cozido em forno eléctrico, pré-aquecido a 200ºC durante cerca de 35 minutos.

Tem ficado sempre muito bom e uma broa conserva-se durante cerca de uma semana sem ficar dura, agora no verão colocamos no congelador para que não se estrague e vamos tirando.

Em breve terei outras aventuras no mundo do pão caseiro.

Custo: Esta receita tem um custo de 3,00€ e rende entre 7 a 10 broas, depende do tamanho. Dá algum trabalho mas o resultado final é muito compensatório 

11651073_966701126693546_2101720392_n-horz.jpg

 

Bom apetite :)

publicado por Rosa Cristiana* às 09:00
mais sobre mim
Dica da Semana

Publicidade
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO