Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Contacto
Dúvidas ou sujestões dicasparapoupar@gmail.com
Newsletter

Escreve aqui o teu e-mail:

Delivered by FeedBurner

25
Jan
16

Este ano a entrega do IRS relativo aos rendimentos de 2015, terá bastantes alterações, os prazos para entrega das declarações em papel ou pela internet altera e também existem novas regras para as deduções à coleta.

Até 15 de Fevereiro de 2016 devem consultar, registar e confirmar as faturas no Portal das Finanças.

Assim depois de reunir todos os documentos, devemos confirmar que estão registados no site, caso não estejam devem registar com todos os dados corretos.

Devemos também confirmar que não temos faturas pendentes de confirmação e dar as informações corretas caso haja alguma pendente.

Verificar se as faturas estão associadas ao setor de despesa adequado, podem sempre alterar caso não esteja correto.

Este procedimento tem que ser feito por cada titular de despesas do agregado familiar, incluindo os dependentes, assim não se esqueçam de pedir a senha ou registarem-se no site a tempo para conseguirem confirmar tudo.

Depois, de 1 a 15 de Março de 2016 devem consultar no endereço adequado IRS Portal das Finanças, também por cada titular, as despesas que serão contabilizadas na declaração de IRS, verificando os valores por cada setor de despesas e, caso necessário reclamando as não conformidades.

Já sabem que entregar a declaração pela internet tem bastantes vantagens, além de poupar tempo em deslocações e de facilitar com pré-preenchimento ainda recebem o reembolso mais rápido.

Assim não se esqueçam de pedir as senhas ou verificar se estão corretas as que têm e confirmar os documentos antes de 15 de Fevereiro de 2016.

publicado por Rosa Cristiana* às 09:16
29
Abr
15

A semana passada foi dedicada a organizar a despensa e atualizar o inventário, felizmente não havia nenhum produto fora da validade, mas mesmo que houvesse não me fazia muita confusão porque sei que não é só a validade que indica que o produto está em condições de ser ou não consumido.

No entanto a questão das validades levou-me a um artigo que vi no outro dia, sobre os alimentos que podem ser consumidos depois do prazo de validade ainda bons para consumo, depois de fazer uma pesquisa encontrei quase meia dúzia com informações importantes.

Antes de mais, é importante distinguir duas expressões que normalmente se encontram nas embalagens dos produtos, "consumir de preferência antes de" e "consumir até":

O "consumir até" é a forma de impor uma data limite de consumo e aplica-se a produtos perecíveis, enquanto o "consumir de preferência antes de" significa a data de durabilidade mínima do produto.

Por desconhecimento destas expressões ou com receio de alguma intoxicação alimentar, muitas pessoas deitam produtos para o lixo que ainda estariam bons para consumir, de forma a combater o desperdício alimentar, a empresa Approved Food fez uma lista de alguns alimentos que podem ser consumidos depois do prazo de validade:

Pão: alimento muito consumido na dieta mediterrânica, é um desperdício deitá-lo fora. Quando está duro pode sempre ser aquecido no forno ou usado numas rabanadas, e desde que não tenha muito bolor pode sempre ser aproveitado. (Eu acrescento: pode ser congelado durante alguns meses, pode ser utilizado para fazer pão ralado, ou outros aproveitamentos, como pudim de pão, ou açorda).

Iogurte: depois da atingir a validade, pode durar mais seis semanas. Depois disso é possível ingerir a parte do iogurte que fica por baixo na embalagem. (Aconselho a verificarem se existe diferença na consistência ou sabor, já consumi no máximo com uma semana depois da validade).

Chocolate:  este alimento proveniente do cacau, sofre diversas modificações até chegar a casa do cliente. Uma delas é a introdução de manteigas e açúcares que ajudam a preservá-lo, durante algum tempo depois de ultrapassada a data de validade.

Ovos: um bom teste para comprovar se esta fonte de proteínas está ou não boa para consumo é colocá-los numa bacia com água. Se o ovo flutuar significa que está a acumular bactérias e gases no interior, se afundar é porque está em óptimo estado para consumir. (A minha dica da semana passada).

Arroz: depois de meses, e até anos, este cereal continua ainda bom para consumo. (Acrescento a massa, desde que não tenha nenhuma indícios de bichos ou aspecto esquisito está boa, mesmo depois de passado o prazo de validade).

Batatas fritas: cerca de 10 tiras de batata frita caseira tem aproximadamente 171mg de sal, valor que aumenta significativamente quando são batatas embaladas. O sal ajuda na conservação do produto.

Ketchup: dura mais um ano após a data inscrita na embalagem, quando guardado num local seco e fresco. (e desde que não tenha sido aberto).

Frutas e vegetais: o senso comum pode ser aplicado também às frutas e vegetais. Se não está podre nem muito mole está bom para ser ingerido (apesar de ter um prazo de validade bastante mais curto, as frutas podem ser congeladas para serem usadas posteriormente e gelados ou batidos, e os legumes em sopas ou purés).

Outros produtos que podem ser consumidos depois do prazo de validade, segundo o consultor alimentar Hugo Vieira:

Conservas enlatadas: Apenas tem de manter este tipo de alimentos num local escuro e fresco. Pode guardá-los o dobro do tempo recomendado. (verificar sempre alterações de cheiro ou sabor ou empolamento das latas, nesse caso deitar fora).

Leite: Pode eventualmente ser consumido até alguns dias depois do prazo. Já no leite do dia a margem é menor e não convém ultrapassar o prazo indicado.

Alimentos congelados: Em geral podem ser conservados quase um ano a um ano e meio sem problemas, desde que sejam mantidos a menos de 18ºC, já que o frio impede o desenvolvimento de micro organismos. Em regra, quanto menos processado for o alimento mais tempo irá conservar-se sem alterações. Refeições prontas e gelados, por exemplo, têm mais elementos na composição o que os torna menos estáveis mas não perigosos. As gorduras poderão alterar-se e desenvolver-se algum sabor a ranço. Os alimentos congelados à saída da fábrica, sofrem uma congelação muito rápida que mantém os nutrientes intactos, e serão mais seguros do que os congelados em casa. Mas em qualquer caso, o elemento determinante é sempre a manutenção da cadeia de frio.

Farinha: Pode durar anos sem que se estrague. Poderá eventualmente haver alteração da propriedade das leveduras, o que faz com que se torne menos eficaz a levedar um bolo ou a fazer pão.

Leite em pó: Também dura bastante tempo desde que não apanhe humidade e esteja numa embalagem fechada. (acrescento achocolatados em

Café e chá: Duram anos, sobretudo se estiverem hermeticamente fechados. Como são confeccionados com água a ferver o perigo de contaminação também é menor. Se cheirarem a mofo, contudo, é preferível deitar fora.

Bolachas e tostas: Quando muito poderão ficar moles com o tempo, um sinal de migração de oxigénio para dentro da embalagem, mas em geral duram bastante tempo, especialmente se as embalagens não forem abertas (eu acrescento cereais, se forem simples também duram bastante tempo).

Carne fresca: Pode deixar passar um ou dois dias se mantiver a cadeia de frio intacta e não houver sinais de alteração. "No caso da carne picada não dê margem alguma. É que ao picar-se quebra-se a sua barreira biológica, o que facilita o desenvolvimento de bactérias e permite a proliferação de micro organismos". (penso que mesmo se aplica ao peixe, se forem congelados duram a validade aumenta para mais do dobro).

Produtos fumados: São mais estáveis porque a fumagem destrói grande parte dos microorganismos e o sal que contêm também actua como conservante. Se vieram embalados em vácuo conservam-se bastante tempo e podem ser consumidos eventualmente algumas semanas depois do prazo sem risco.

Segundo a minha experiência existem ainda outro produtos que duram bastante após o prazo de validade:

Frutos secos e leguminosas, se forem bem condicionados e não tiverem cheiro esquisito ou bicho estão bons para consumo.

Massa folhada, queijo ralado ou fatiado e produtos de charcutaria, desde que sejam congelados dentro do prazo de validade, duram alguns meses no congelador.

Especiairias e temperos, desde que bem condicionados e não apresentem cheiro nem consistência diferente.

Açúcar e sal, duram imensos anos, penso que nem referem prazo de validade.

 

Outras dicas importantes:

Se mora sozinho ou caso um determinado produto não tenha consumo alto pela família, opte por embalagens menores. Assim evita-se o desperdício.

Alguns alimentos, como queijo ralado, salsicha e milho em conserva, não devem ser mantidos na sua embalagem original. Para sua melhor conservação, o ideal é transferir o alimento para uma taça limpa com tampa. Neste caso, não esqueça de anotar o prazo de validade na taça.

Consumir alimentos fora do prazo de validade deve ser a excepção e não a regra, mas nem sempre o lixo terá de ser o destino final de um produto que pode estar em perfeitas condições, apesar de expirado. Em todo o caso, para consumi-lo em segurança há factos que convém saber:

publicado por Rosa Cristiana* às 12:40
27
Fev
15

Como já referi noutro post, um dos objectivos este ano é ser mais organizada e ao mesmo tempo sempre poupada.

Então porque não utilizar um Kakebo, assim consigo controlar os meus gastos muito mais facilmente, sem me esquecer de nenhuma despesa.

Nunca ouviram falar do Kakebo?

Eu também conheci à apenas pouco tempo, mas penso que poderá ser muito útil, principalmente com o stress do dia-a-dia, é importante termos sempre à mão um caderno de apontamentos que nos ajude a ser mais organizados e poupados, no entanto o Kakebo é muito mais que isso, porque tem imensas dicas de poupança ao longo do mesmo e estratégias que ajudarão a poupar ainda mais.

Mas afinal o que é o Kakebo?

Kakebo é um sistema japonês para controlo do orçamento familiar mensal, que significa literalmente livro de contas para a economia doméstica. Ou seja é um livro que permite qualquer pessoa registar e controlar com detalhe as despesas e receitas pessoais e gerir a economia familiar até ao último cêntimo que entra e sai de nossa casa.

Funciona através de tabelas de despesas e de mapas de entrada e saída de dinheiro, com um design muito atractivo, simbolizando a poupança através de um porquinho mealheiro e as despesas através de um lobo mau.

Comecei apenas agora a utilizar, mas vale mais tarde que nunca e acredito que vai ser muito útil.

Podem conhecer um pouco mais do Kakebo no site da editora.

O Kakebo vem acompanhado com um pequeno livro de bolso, para andar sempre na mala e não nos esquecer-mos de nenhuma despesa.

E vocês já ouviram falar no Kakebo? Quem utiliza?

20150226_204511.jpg20150226_204511.jpg

publicado por Rosa Cristiana* às 12:45
16
Fev
15

Tenho que admitir que sou bastante desorganizada e quando as coisas falham fico triste por não ter conseguido dar conta de tudo, uma vez e outra, parece que está sempre a acontecer, então este ano decidi que tenho que ser uma pessoa mais organizada, mesmo.

Já tenho uma agenda onde aponto todas as tarefas a fazer ao longo do dia, bem como os valores gastos diariamente, mas desta vez tenho usado, sim, porque noutros anos anteriores, bem que tinha uma agenda, mas de que vale se não a consultar, se não a usar? Pronto, tenho tentado ser mais organizada, tem que ser aos poucos, mas com o tempo penso vir a melhorar.

Entretanto o inventário do congelador também era um projecto que tinha em mente já desde o ano passado, quando fui a fazer uma limpeza do congelador e encontrei lá coisas que não fazia ideia que ainda estavam por lá.

A questão estava que não queria ter uma folha que tivesse que renovar constantemente, ou seja, não era meu agrado andar sempre a imprimir folhas novas com a adição de novos produtos ao inventário, ou conforme consumia ir riscando, seria um grande gasto de papel que não encaixa bem nas minhas ideias de poupadinha.

Mas, procurando ideias aqui e acolá, encontrei uma solução para o meu problema, utilizar uma folha com a maioria dos produtos que normalmente tenho no congelador e plastificá-la com papel autocolante transparente, depois posso ir colocando as quantidades que tenho com caneta de acetato e apagar facilmente com álcool quando for necessário.

Assim fiz uma lista com o nome dos produtos e vários quadradinhos à frente, faço um risco para a quantidade que tenho, conforme vou gastando coloco um risco em sentido contrário fazendo uma cruz, quando tiver chegado a cruz à primeira posição significa que já não tenho stock e posso até apagar tudo para contar de novo.

Fácil e eficaz, assim só tenho o trabalho uma vez.

Em breve partilharei novas dicas que tenho implementado para ser mais organizada e ao mesmo tempo poupada :)

20150216_083805.jpg

publicado por Rosa Cristiana* às 16:11
10
Mar
14

Bem, na realidade eu controlo semanalmente as refeições de acordo com o que há no frigorífico, congelador ou despensa e também com as promoções semanais, no entanto nunca fiz o que tanto se fala por aí, os menus, sejam eles semanais, quinzenais ou mesmo mensais.

 

Pronto nunca fiz, apesar de já ter pensado no assunto, nunca me aventurei, talvez mesmo por malandrice ou por falta de organização, sim, ao contrário do que possam pensar, não sou muito organizada e tenho sentido na pele os efeitos da desorganização.

 

Voltando à questão dos menus, são vários os dias em que me questiono o que fazer para o jantar, às vezes até decido facilmente o ingrediente principal, uma vez que tento alternar diariamente entre carne e peixe, mas depois e o resto da refeição, com o mesmo ingrediente é possível fazer milhões de receitas. Gosto de fazer receitas novas e também inventar um pouco em todas elas, mas isso é quando há imaginação, e naqueles dias em que não me apetece fazer nada ou que a imaginação tirou o dia de férias? Pois aí ando sempre num stress para saber o que vou fazer. O mesmo acontece quando fico com inícios de gripe em que o apetite para fazer alguma coisa é zero.

 

Então nestas últimas duas semanas tem sido o descalabro total e tenho sentido bem os problemas causados pela minha falta de organização e as coisas vão ter que mudar.

 

Até já tenho uma agenda, ou melhor um caderninho de apontamentos, mas preciso de mais, talvez qualquer coisa como:

 

- Listas de tarefas a cumprir em determinado dia para não me esquecer de nada, e cumprir mesmo que se começo a falhar descarrila novamente.

- Reforçar o stock no congelador de refeições rápidas também é outro ponto a tratar, tenho desleixado um pouco e depois em dias que chego mais tarde continuo sem saber o que fazer rapidamente

- Pronto e decidir-me por fazer o menu para bem da minha cabeça que anda sempre à roda para inventar um pouco, ainda tenho que decidir se faço semanal ou mensal, mas se calhar de início devo começar por um mais simples, semanal, para me habituar e afinal não preciso de seguir mesmo à risca, se na terça me apetecer o que está estipulado para quinta posso sempre trocar, sem problemas.

 

Alguém tem mais sugestões para que me possa organizar melhor? Fogo, é que eu até gosto de ser dona de casa, gosto imenso de cozinhar, fazer receitas mais novas ou menos novas, gosto disto, mas estou a ficar muito stressada diariamente, parece que o tempo nunca dá para tudo, preciso mesmo de me organizar.

 

Apesar de tudo já tenho feito muitas pesquisas no sentido se melhorar, espero em breve obter melhores resultados e aceito sugestões também, são sempre bem vindas, afinal estamos a aprender todos os dias coisas novas :)

Bem, e agora no final deste post até sinto que a inspiração está a voltar e em grande forma {#emotions_dlg.sol} Ao menos isso, ufah, ainda não foi desta que se foi embora...

 

Desculpem lá o desbafo.

 

A semana passada chegou uma enorme quantidade de amostras para os meus gatinhos e também para partilhar com amigos, vizinhos e conhecidos para que os bichanos deles possam deliciar-se.

 

Foram amostras do site Youzz, lembram-se do site Embaixadores? Pois agora chama-se Youzz e continua em grande com novas campanhas, fui seleccionada para esta campanha da Whiskas e também para uma da Elvive e em breve devo receber champô para experimentar e também vales de desconto para distribuir.

 

Se ainda não estão inscritos no site aproveitem agora, porque já existem novas campanhas para começar em breve e podem ser seleccionados também :)

publicado por Rosa Cristiana* às 09:25
17
Jun
13

Já anteriormente referi que a elaboração do nosso orçamento familiar é muito importante para conseguirmos conseguir controlar as despesas sem surpresas desagradáveis.

 

No entanto antes de criarmos um orçamento precisamos de saber o que gastamos em cada tipo de despesa e onde é necessário reduzir o limite do orçamento, para que no final do mês o saldo seja sempre positivo.

 

Assim, é muito importante começarmos por registar todas as despesas, todas mesmo, desde de um simples café, ao pão de cada dia, À compra de calçado ou roupa, alimentos, tudo mesmo.

 

Para isso uso um caderno pequeno onde anoto todas as despesas diariamente, e no final do dia pergunto também ao J. quais foram as despesas dele e anoto tudo lá. É um caderno tamanho A6 que cabe perfeitamente na mala e ocupa pouco espaço, além disso também é muito útil para fazer outros apontamentos do dia-a-dia.

 

 

Depois, na altura de fazer o orçamento basta dividir as despesas por partes, dependo dos gastos de cada pessoa.

 

As famílias têm gastos e perioridades diferentes por isso as despesas e os orçamentos serão muito diferentes.

 

Este é o primeiro passo para iniciarmos um orçamento familiar, o registo das despesas é algo que deve ser feito diariamente e mesmo depois de iniciarmos o orçamento familiar, para sabermos se estamos a cumprir com os objectivos ou estamos a ultrapassar.

 

publicado por Rosa Cristiana* às 09:59
10
Abr
13

Graças a vários sites em que participo, e preencho inquéritos também recebo vários vales e cartões para descontar em compras, o que dá uma excelente ajuda :)

 

Dois desses sites, o Painel de Questionários e a Multidados fazem o pagamento em Cartão Presente Sonae, a primeira vez enviam um cartão, que depois será carregado para os pagamentos posteriores.

 

Eu estou inscrita em ambos e já recebi dos dois, mas como os cartões são iguais, havia sempre aquela confusão, e agora, qual é que tem o dinheiro? O último pagamento que recebi da Multidados, até fiquei meia confusa, porque estava a pensar que enviavam um novo pelo correio, quando reparei que já tinha o carregamento no cartão e ainda estava à espera.

 

Assim, para evitar confusões coloquei uma etiqueta em cada um, agora já sei sempre qual é.

 

Desta forma ainda poupamos um pouco o ambiente, ao estarmos a usar o mesmo cartão, evitamos o desperdício de um novo.

 

E vocês já receberam algum pagamento dos sites que aqui tenho indicado?

 

Painel de Questionários, Multidados, Toluna, GlobalTestMarket, Sua Opinião Conta, Hiving?

 

E como utilizam os vales que recebem? Nas compras habituais ou num pequeno miminho?

 

Eu utilizo nas compras habituais e são uma excelente ajuda, gostava também de saber a vossa experiência :)

 

Já agora, pedi ontem o meu primeiro pagamento GlobalTestMarket, vamos ver se chega rápido, segundo o site ainda demorará cerca de 6 a 8 semanas, importante é que chegue :)

 

Gosto especialmente deste site, porque mesmo que não sejamos qualificados para responder a um inquérito recebemos 5 pontos por termos mostrado disponiblidade, é de certo modo, mais motivante :)

 

E cá estão os meus cartões, etiquetados e para distinguir bem e saber qual tem dinheiro :)

 

publicado por Rosa Cristiana* às 14:22
12
Jun
12

Para ter todas as revisões do carro em dia, fiz uma ficha que uso para nada ficar em falta.

 

Nesta ficha aponto sempre que é feita uma revisão e quando será feita a próxima, quando as revisões são feitas de acordo com os kilómetros percorridos, como as mudanças de óleo por exemplo.

 

 

Depois, periodicamente, vou consultando a ficha para ver se já está na altura de fazer alguma revisão.

 

A única coisa que não aponto na ficha é a verificação dos níveis do óleo, água do radiador e pressão dos pneus que vemos mais ao menos uma vez por mês.

 

Como já disse anteriormente, ter a manutenção do carro em dia é meio caminho andado para não ter problemas nem despesas extra.

 

Um carro com todas as revisões em dia, consome menos e estragam-se menos as peças de desgaste.

 

 

publicado por Rosa Cristiana* às 09:09
06
Mar
12

Já começou o prazo de entrega do IRS relativo aos rendimentos de 2011, durante o mês de Março deverá ser feita a entrega dos trabalhadores dependentes e reformados, para entrega em papel. Para entrega através da internet também para os trabalhadores dependentes e reformados, a mesma deverá ser feita durante o mês de Abril.

 

Quando o prazo se aproxima eu trato de organizar os papéis e os juntar por tipo de despesa, fazendo as contas para depois inserir na declaração.

 

Para não haver perdas de papéis, ao longo do ano vou juntando sempre os papéis de despesas que podem ser deduzidas, numa pastinha A5 com uma mola para fechar, assim nada se perde e quando chega a data está tudo junto e podemos deduzir todas as despesas que tivemos no ano anterior.

 

Com os documentos organizados podemos poupar muito :)

 

 

 

publicado por Rosa Cristiana* às 07:53
01
Mar
12

Se a vossa conta da luz, da água ou do gás tem sempre valores exagerados, o melhor é darem sempre as leituras.

 

Mesmo que depois os valores sejam actualizados, é sempre melhor quando temos o dinheiro do nosso lado :)

 

Eu registo sempre no último dia de cada mês as leituras e envio para cada fornecedor, assim evito surpresas.

 

Coloco as leituras numa folha como a da imagem e assim também posso comparar os gastos que tive em cada mês e ver o que posso fazer para diminuir ainda mais os custos :)

 

publicado por Rosa Cristiana* às 08:05
mais sobre mim
Dica da Semana

Publicidade
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO