Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Contacto
Dúvidas ou sujestões dicasparapoupar@gmail.com
Newsletter

Escreve aqui o teu e-mail:

Delivered by FeedBurner

07
Out
15

Aproveitando as promoções desta semana, podemos comprar pá de porco a 1,59€ no Pingo Doce, aqui fica uma boa receita para a utilizarem.

Rojões de porco

Ingredientes:

- pá de porco partida em pedaços grandes

- banha de porco 

- sal

- batatas

 

Modo de preparação:

Normalmente os rojões são feitos com a gordura do porco e não com unto (banha de porco) já derretido, nesta receita já utilizamos a banha de porco que trouxe de casa da sogra.

A carne costumo partir em bocados grandes, não muito para ficarem prontos mais rápido.

Temperar a carne de sal e deixar repousar um pouco para apanhar o tempero.

Entretanto colocar banha de porco num tacho até derreter e depois juntar a carne e deve-se ir mexendo com frequência para que não agarre no fundo.

Os rojões estão prontos quando estiverem dourados e a carne bem tenrinha.

Desta vez servi com batatas cozidas.

Bom apetite :)

IMG_20140204_213513.jpg

publicado por Rosa Cristiana* às 09:02
03
Dez
14

Já tinha visto várias receitas de pato assado no forno com laranja e por isso foi altura de experimentar também uma forma diferente de fazer pato, uma vez que cá em casa faziamos mais vezes arroz de pato simplesmente.

Por isso aproveitei um pato que comprei em promoção e mãos à obra, foi um pouco improvisado tirando uma ideia daqui e outra dali.

Ingredientes:

1 pato

1 limão

2 laranjas

1 folha de louro

2 dentes de alho

sal, piri-piri e knorr (ou caldo de carne caseiro)

 

Modo de preparação:

Como o pato estava congelado, tirei no dia anterior para descongelar, no dia seguinte temperei o pato e deixei a marinar até ao final da tarde, fiz uma pasta com o knorr desfeito num pouco de sumo de limão, os dentes de alho um pouco esmagados, sal e piri-piri e barrei bem por todo o pato, incluindo o interior, depois reguei com o sumo de 1 limão e de uma laranja, coloquei a laranja espremida por cima do pato para largar todo o sumo, juntei também uma folha de louro à marinada.

Quando cheguei a casa, pré-aqueci o forno a 180º. Entretanto coloquei o pato no tabuleiro junto com a marinada num tabuleiro, como era bastante sumo não acrestei mais qualquer líquido, depende do sumo que der a laranja e o limão e depende também do tamanho do tabuleiro, eu usei um pirex. Parti a outra laranja ao meio e coloquei metade dentro do frango que coloquei virado para baixo, a outra metade parti em dois e distribui pelo tabuleiro.

Levei ao forno até o pato estar assado, foi cerca de 1 hora e 30 minutos, de vez em quando fui regando com o molho e verificando se não tostava de mais.

Servi acompanhado com arroz dos miúdos de pato, receita que partilharei em breve, com umas rodelas de laranja.

Ficou muito bom, apesar de aqui em casa continuarmos a preferir arroz de pato no forno, no entanto esta é uma receita deliciosa.

Custo: Esta receita teve o custo apenas do pato e do arroz, porque de resto era tudo caseirinho :) Ou seja teve um custo de 6,35€. Não é a receita mais económica, mas é uma boa receita para variar.

Bom apetite e boas poupanças :)

20141105_213812-1.jpg

publicado por Rosa Cristiana* às 09:40
30
Out
14

Como já partilhei a semana passada no facebook, houve um dia em que o jantar e almoço do dia seguinte foram bifes de peru e de frango panados, mas desta vez foram feitos de forma diferente, e acabei por ter uma receita especial para quem tem alergia ao ovo.

 

A situação foi a seguinte, tínhamos programado de manhã fazer à noite bifes panados, por isso tirei de manhã os bifes para descongelar e passei no Minipreço para comprar tostas, sim já vos disse não compro pão ralado, como raramente sobra pão, utilizo tostas que fica bem mais barato que o pão ralado comprado, mesmo assim.

Quando cheguei a casa temperei os bifes com flor de sal, piri-piri, um dente de alho e sumo de um limão e deixei a ganhar tempero, deixo sempre pelo menos 30 minutos. Entretanto triturei as tostas com um dente de alho e salsa na picado e fui preparar as coisas para começar a panar, quando me dou conta que não tinha ovos, não é algo nada habitual, porque por cá há sempre alguns ovos caseiros da mãe ou da sogra, há sempre, mas desta vez não havia e já tinha tudo preparado. O J. disse frita os bifes sem panar, mas eu disse não, hei-de fazer panados, alguma coisa hei-de arranjar, então na taça onde colocaria o ovo batido coloquei um pouco de leite e pensei, isto há-de funcionar e agarrar bem o pão ralado.

Passei então primeiro os bifes por um pouco de farinha, depois rapidamente pelo leite, para não encharcar demasiado e depois pelo pão ralado aromatizado caseiro, frigideira a postos e foram a fritar. O meu receio é que ficassem a saber demasiado a leite, mas nada, ficam deliciosos sem qualquer sabor especial, a não ser o sumo de limão, gosto muito de temperar os bifes com sumo de limão porque ficam com um sabor muito bom.

E pronto, assim surgiu uma receita de bifes panados sem ovo, ou seja uma óptima receita para quem tem alergia ao ovo, ou para quando surge um imprevisto como o meu, neste caso fiz de peru e frango caseiro, mas podem também fazer com carne de porco, a minha preferida para panados é mesmo a de peru ficam uma delícia e estes foram comprados na promoção de 50% do Intermarché.

Podem ver aqui a receita original dos Bifes Panados, estes foram servidos com esparguete.

Caso queiram fazer os panados em mais quantidade podem panar e congelar antes de fritar, mas não se esqueçam que para isso não podem usar carne que já esteve no congelador, tem que ser carne fresca, depois quando quiserem usar, basta tirar e colocar a fritar como fazemos com os rissóis, tendo em conta que demoram um pouco mais a fritar, mas já não têm o trabalho de panar, servirá para uma refeição mais rápida.

20141021_211518-1.jpg

 

Bon apetit 

publicado por Rosa Cristiana* às 10:18
20
Out
14

Esta receita, não é mais que um aproveitamento de sobras de frango estufado, assado ou cozido, sempre que sobra frango, desfio e coloco numa tacinha no congelador, porque normalmente as sobras não dão para outra refeição.

Depois de juntar sobras de várias refeições, aí já conseguimos obter para uma refeição, nem sempre acontece isso, às vezes até sobra bastante, mas também não é muito boa ideia passar uma semana a comer frango, por isso congelar é sempre uma boa solução. Neste caso usei até sobras de frango que também tinham couve lombarda e uns bocadinhos de couve, sobras da receita de frango com couve lombarda.

 

Ingredientes:

Sobras de frango

1 cebola pequena

3 colheres (sopa) de polpa de tomate

1/2 copo de vinho branco

1 colher (sopa) maisena (opcional)

azeite, sal e piri-piri q.b.

14 folhas massa para lasanha

200 g queijo mozzarella ralado

 

Modo de preparação:

Desta vez optei por picar a carne de frangi (e sobras de couve) na picadora antes, para ficar tudo triturado, uma vez que da última vez que fizemos lasanha se frango não gostámos muito, assim já tinha pensado nesta alteração. Piquei tudo na picadora. Entretanto fiz um refogado com a cebola e um pouco de azeite, deixei alourar e acrescentei a carne e um pouco de vinho branco, deixei ferver um pouco, depois juntei água de forma a tapar a carne, a polpa de tomate e retifiquei temperos, porque levando a água o frango ficaria sem sabor, deixei ferver durante um bocado, entretanto retiro duas colheres de molho, para arrefecer um pouco e para engrossar o molho juntei a farinha maisena (misturada antes no molho retirado para fora), esta é uma parte opcional, mas como às vezes os molhos da lasanha ficavam muito líquidos, passei de vez em quando a colocar maisena e tem resultado bastante, misturei com a água morna para não ficar encaroçada. Deixar apurar mais um pouco e agora vamos montar a lasanha.

Com uma colher passar um pouco de molho do frango no pirex de ir ao forno, dispor a massa de lasanha, colocar uma camada e carne e um pouco de queijo, outra de massa, carne e queijo, não é preciso muito, até terminarem os ingredientes, a última camada é de massa e por cima leva uma boa dose de queijo ralado, eu até utilizei em fatias, comprei ao balcão que fica normalmente mais barato, mas como não me apetecia ralar, comprei fatiado.

Cá em casa não gostamos de bechamel por isso não uso, por isso deixo ficar a carne sempre com um pouco de molho para que ao ferver a massa consiga cozer bem, se preferirem podem cozer a massa antes em água a ferver com um fio de azeite, ou utilizar massa fresca, eu utilizo sempre seca e nunca a pré-cozi antes, tem corrido bem :)

Levar a lasanha ao forno pré-aquecido a 180ºC até derreter e alourar o queijo e está pronta a servir.

Esta lasanha deu para 2 refeições de 2 pessoas :) E assim se aproveitam sobras numa refeição deliciosa :) Podem servir sozinha com acompanha com uma salada :)

Sugestão: Triturar legumes junto com a carne é uma boa opção quando os filhos não gostam de algum legume, ou estão sempre a reclamar, tal como na sopa, podemos colocar muitos ingredientes secretos sem que eles saibam, isto com filhos e também com maridos esquisitos 

Custo: Refeições de sobras não contabilizo o valor das sobras que já foram contabilizados noutra refeição, assim contando apenas a massa e o queijo ralado, temos um custo de 1,90€.

Cá está ela, a minha lasanha de frango :)

IMG_8327-horz.jpg

publicado por Rosa Cristiana* às 09:09
12
Mar
14

Arroz de pato é uma refeição que gostamos bastante, mas nunca tinha feito em casa, ou porque demora muito tempo ou porque o pato é caro nunca tinha calhado.

 

Entretanto no outro dia encontrei um pato a bom preço no Pingo Doce, ficou a 2,98€/kg como o pato pesava cerca de 1,50kg ficou por 4,71€. Na maioria das vezes que havia esta promoção quando chegava ao final do dia já não havia pato para ninguém, mas desta vez fui à hora de almoço e consegui.

 

Na altura parti o pato em quatro bocados e congelei, a semana passada fiz então o meu primeiro arroz de pato.

 

Aproveitei um dia que o jantar era mais rápido, tirei o pato para descongelar de manhã e à noite cozi, no dia seguinte foi só desfiar e preparar o arroz e assim já foi mais rápido, cozi o pato todo porque me parecia pouco, mas depois de desfiado deu para o nosso arroz de pato e ainda sobrou outro tanto, coloquei numa taça e congelei novamente para uma nova refeição de arroz de pato, como já tinha sido cozido não há problema em voltar a congelar.

E como o arroz de pato não fica tão bom se não foi com a água de cozer o pato, coloquei a água necessária para a próxima também numa tacinha e congelei, assim o próximo arroz de pato fica um arroz de pato verdadeiro e delicioso. 

 

Ingredientes:

metade de 1 pato

1 cenoura

1 cebola pequena

1 cebola grande

1 folha de louro

1 lata de cogumelos pequena

2 medidas de arroz agulha (usei Cigala)

2 medidas de água de cozer o pato

2 medidas de água

1 colher (sopa) polpa de tomate

1 chouriço corrente

azeite, sal e piri-piri q.b.

 

Modo de preparação:

Cozer o pato em água temperada com sal e uma folha de louro, juntar também a cenoura e  uma cebola inteira descascada. Deixar ferver até o pato estar cozido, eu fiz este procedimento no dia anterior para ser mais rápido.

Desfiar o pato para uma tigela, partir a cenoura em rodelas pequenas e reservar. Entretanto ir fazendo o arroz, picar metade da cebola grande e refogar num pouco de azeite, juntar o arroz e deixar fritar um pouco, juntar 2 medidas de água de cozer o pato e 2 de água normal, pode ser ou não quente, como tinha cozido o pato no dia anterior a água não estava quente, mas ficou bom à mesma porque utilizei arroz Cigala, é infalível. 

Juntar a polpa de tomate, temperar de sal, ter atenção que a água do pato já tem sal, por isso é melhor provar antes para não salgar de mais, e deixar cozer o arroz. Utilizo apenas metade da água de cozer o pato para não ficar com tanta gordura o arroz, que é prejudicial para a nossa saúde.

Noutro tacho refogar a restante cebola picada com um pouco de azeite, juntar os cogumelos e deixar refogar mais um pouco, adicionar o pato desfiado e deixar aquecer, se necessário colocar um pouquinho de água de cozer o pato, pouquinho mesmo, só para não agarrar ao tacho.

Num tabuleiro de ir ao forno ou pirex, colocar metade do arroz, espalhar por cima o pato, e a cenoura em rodelas, também juntei um pouco de chouriço, já me estava a esquecer dele, foi antes cortado em rodelas finas. Colocar o restante arroz e alisar, colocar as rodelas de chouriço por cima do arroz e levar ao forno até o chouriço alourar, sem deixar queimar.

E está pronto a servir.

 

Ficou delicioso mesmo, como foi a primeira vez estava com algum receio de falhar qualquer coisa, mas saiu perfeito e o arroz estava uma delícia, quando provei o arroz pensei cá para mim, até comia o arroz assim sem pato nem nada, tão saboroso que está {#emotions_dlg.clown}

 

Como o pato foi comprado com 50% de desconto, os cogumelos e o arroz também comprei em promoção, esta refeição teve um custo de 3,50€, sendo que dá perfeitamente para 3 pessoas, pois deu para o nosso jantar e para o almoço do J. no dia seguinte.

 

Aqui está o meu arroz de pato {#emotions_dlg.happy}

 

 

Espero que gostem e bom apetite {#emotions_dlg.sol}

publicado por Rosa Cristiana* às 10:59
30
Dez
13

A Marmita Lisboeta propôs-me fazer uma receita que fosse adequada para levar na marmita, e eu apresentei estas deliciosas empadas de frango.

 

É uma receita simples, mas que se torna muito útil quando necessitamos de receitas que se possam comer bem frias e é ideal para aproveitar sobras também.
Empadas de frango
Ingredientes:
Massa:
500 g de farinha
200 g margarina amolecida
2 ovos
2 copos de água
Recheio:
Sobras de frango estufado (cerca de 300g já desfiado)
1 cenoura
1 cebola
2 colheres (sopa) de margarina
2 chávenas de caldo de carne (aproveitei parte do molho do frango)
1 chávena de farinha
sal e piri-piri
1 ovo batido para pincelar
Modo de preparação:
Para a massa misturar a farinha com a margarina, os ovos e a água e uma pitada de sal, amassar bem até que a massa descole da taça, se necessário acrescentar um pouco mais de água. Deixar repousar cerca de 1 hora.
Entretanto, pode-se preparar o recheio. Levar a cebola picada com a margarina a alourar, adicionar a farinha e mexer bem, juntar depois o caldo de carne (ou molho de frango), mexendo sempre e acrescentar o frango desfiado e a cenoura ralada e misturar tudo muito bem, temperar de sal e piri-piri (atenção aos temperos do frango), quando começar a descolar do fundo apagar o lume, sem deixar ferver.
Esticar então a massa e cortar em círculos, com a ajuda de um copo, colocar um círculo nas formas já barradas com margarina e polvilhadas com farinha, colocar depois uma colher de recheio em cada forma e tapar com outro círculo de massa.
Repetir este processo até terminar os ingredientes, depois pincelar com o ovo batido e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 30 minutos, até estarem douradinhas.
Se não quiserem estar a fazer a massa poderão usar massa folhada de compra, ou própria para empadas, é mais rápido e mesmo assim ficará mais económico e mais saudável do que comprar empadas já feitas. Também já utilizei as massas finas da Buitoni, que comprei a custo zero e ficaram deliciosas.
Esta receita rende cerca de 30 empadas e terá um custo de cerca de 1,80€ já contabilizando o frango, que neste caso foram sobras de frango estufado.
Aqui estão algumas empadas na marmita.
Bom apetite :)
publicado por Rosa Cristiana* às 08:41
27
Nov
13

O Frango é uma das refeições preferidas cá de casa, mas é preciso sempre variar nas refeições para que não sejam sempre a mesma coisa, assim a receita de hoje é mais uma forma de confeccionar frango, a baixo custo :)

 

Ingredientes:

1/2 frango partido em pedaços

1 cebola

1 folha de louro

3 batatas grandes

1 copo de vinho branco

1/2 copo de água

1 colher (sopa) de polpa de tomate

 

Modo de preparação:

Num tabuleiro ou pirex de ir ao forno dispor o frango partido em pedaços, descascar as batatas, cortar em pedaços pequenos e juntar ao frango, se preferirem podem fazer as batatas à parte. Depois colocar a cebola picada por cima do frango, a folha de louro, a polpa de tomate o vinho branco e a água. Se acharem pouco molho colocar um pouco mais de água ou vinho branco.

Levar ao forno pré aquecido a 180ºC até o frango e as batatas ficarem douradinhos e assados. De vez em quando ir verificando se seca muito o molho ou se está a tostar demasiado.

 

Servir com arroz branco e uma salada :)

 

Uma refeição fácil e prática.

 

Bom apetite :)

 

Custo: Ficará por cerca de 1,60€, para mim ficou quase a custo zero, porque a maioria dos ingredientes são caseiros :)

 

publicado por Rosa Cristiana* às 10:45
02
Out
13

Esta foi a minha participação no Passatempo da Pescanova no mês passado :)

 

Ingredientes:

1/2 frango partido em pedaços
150 g de miolo de camarão Pescanova
1 cebola
1 dente de alho
azeite
1 colher (sopa) de caril
1 colher (sopa) de polpa de tomate
100 ml de caldo de carne
200 ml de leite de coco
sal e piripiri

 

Modo de preparação:

Levar a cebola e o dente de alho picados a refogar no azeite, deixar refogar sem alourar e juntar o frango partido em pequenos pedaços e deixar fritar um pouco em lume brando. Acrescentar a polpa de tomate, o caril e envolver bem, temperar com sal e pir-piri, juntar o caldo de carne e o leite de coco e deixar o frango cozer. Uns 10 minutos antes de estar cozido juntar o miolo de camarão Pescanova e deixar cozer tudo. Rectificar temperos e servir com arroz branco.
Custo: Sendo o frango da sogra, esta receita teve um custo de 3,25€.
Bom apetite :)
publicado por Rosa Cristiana* às 09:35
24
Jul
13

Uma receita típica, simples, sem grande dificuldade, à qual acrescentei legumes e lhe dei um sabor bem especial, muito rápida e prática para o dia-a-dia.

 

Ingredientes:

500g de carne de porco em cubos

1 cebola

1 copo de vinho branco

1 dl de azeite

1 folha de louro

1 colher (sopa) de polpa de tomate

1 tomate

1 cenoura

200g de courgette

250g de massa Macarronete Gr Milaneza

 

Modo de preparação:

A carne já compro cortada em cubos, por norma aproveito quando estão as bifanas em promoção e como vendem a carne para estufar ao mesmo preço preço para cortar já em cubos e congelo já divido com a quantidade que irei usar numa refeição.

Picar a cebola e levar a refogar no azeite, acrescentar a carne, a polpa de tomate, o tomate já sem pele, a folha de louro e o vinho branco, deixar refogar um pouco e acrescentar água para estufar.

Entretanto descascar a cenoura e cortar em cubos, a courgette coloca-se com a casca, bem lavada claro, também em cubos.

Quando a carne já estiver meia cozida juntar os legumes e deixar cozer, adicionar mais água se necessário e temperar com sal e piri-pri.

Enquanto a carne está a estufar até ficar cozida, cozer a massa à parte num tacho com água, sal e um fio de azeite ou um pouco de manteiga, escorrer a água depois da massa cozida.

 

Depois de tudo cozido, juntar a massa com a carne, envolver tudo e servir :)

 

Utilizei esta massa Milaneza que foi comprada numa promoção, quando esteve no Pingo Doce com 50% desconto directo.

 

No Continente está uma promoção de 50% em cartão em todas as massas secas dia 24 e 25 de Julho, ou seja hoje e amanhã, assim podem aproveitar também para comprar esta e outras massas a um bom preço.

 

Eu opto sempre por massas simples, sem cores nem sabores que por normas são sempre mais baratas e também muito práticas.

 

Custo: Para mim esta receita teve um custo de 1,60€, uma vez que a courgette veio do quintal da minha mãe :) Quem tenha de comprar tudo fica por 1,85€ e dá à vontade para três pessoas, deu para o jantar para dois e para o J. levar no dia seguinte para o trabalho.

 

IMG_6558.JPG

 

Bom apetite{#emotions_dlg.sol}

publicado por Rosa Cristiana* às 10:45
15
Fev
13

E hoje trago uma receitinha para abrir o apetite :)

 

Ingredientes:

4 pedaços bons de frango

1 chouriça (usei caseira)

1 cenoura

2 colheres (sopa) polpa de tomate

1 folha de louro

1 dl de vinho branco

10 folhas de couve lombarda

1 cebola

azeite, sal e piri-piri q.b.

 

Modo de preparação:

 

Picar a cebola e refogar no azeite, adicionar o frango e a chouriça cortada em rodelas, deixar fritar o pouco, acrescentar um pouco de água, a polpa de tomate e a folha de louro, deixar refogar mais um pouco e refrescar com o vinho branco. Adicionar mais água, se for preciso e deixar cozer o frango. Entretanto parte-se a cenoura em cubos pequenos e a arranjam-se as folhas de couve, limpando e cortando ao meio.

Adicionamos então a cenoura e a couve e retificamos os temperos, deixando cozer.

 

Servimos depois acompanhado com arroz branco, eu fiz um arroz de tomate :)

 

Como usei chouriça caseira, não coloquei a folha de louro, depende da qualidade da chouriça que usarem e do gosto de cada um.

 

Esta receita também pode ser feita com coxas de frango.

 

Bom apetite:)

 

Custo: 2,45€.

 

publicado por Rosa Cristiana* às 08:18
mais sobre mim
Dica da Semana

Publicidade
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO