Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
31
Contacto
Dúvidas ou sujestões dicasparapoupar@gmail.com
Newsletter

Escreve aqui o teu e-mail:

Delivered by FeedBurner

30
Jan
18

Aqui fica o prometido post sobre o que devem fazer até 15 de Fevereiro acerca da entrega da declaração de IRS de 2017, que deverá ser entregue este ano, durante o mês de Abril.

irs 2017.png

 

Este ano há algumas alterações na entrega do IRS:

- Deixa de haver entregas de IRS em papel, serão aceites apenas entregas do IRS em formato digital, assim se têm amigos ou familiares que faziam entrega em papel, apoiem-nos nessa tarefa, peçam os códigos no portal das finanças e os passos que vou mencionar abaixo, é importante haver apoio de quem já percebe qualquer coisa do assunto.

- Aumentaram o número de contribuintes que têm disponível a opção de IRS Automático que é alargado também às famílias com filhos, para isso é necessário confirmar alguns dados, como agregado familiar e habitação permanente, para que tudo esteja correto ao fazer o IRS automático.

- Assim, à semelhança dos anos anteriores, têm até 15 de Fevereiro para confirmar as despesas no Portal das Finanças, não se esqueçam que as faturas que inserirem manualmente devem guardar durante 4 anos, as outras podem descartar.

- Até 15 de Fevereiro terão ainda que comunicar o agregado familiar e os dados da habitação permanente, devem ter sempre em conta que podem fazer o IRS em conjunto ou separado e ver qual a opção mais vantajosa, melhor é fazer a simulação. No portal das finanças têm um manual a explicar como fazer, no caso do sistema não funcionar tem que ir tentando, porque é muita gente a aceder e por vezes bloqueia ou não funciona à primeira.

- Em Abril, quando forem para fazer o IRS não é obrigatório enviar o IRS em automático, caso pretendam uma situação diferente do que está comunicado ou caso haja algum erro podem fazer a declaração como habitualmente.

- É importante não deixar estes assuntos para confirmar para o último dia, porque depois o sistema bloqueia com muitos acessos e não funciona, as despesas eu vou confirmando ao longo do ano, ajuda para organizar os documentos e facilita porque nesta altura já há menos despesas para confirmar.

- Lembro que as despesas que não forem confirmadas, depois de 15 de Fevereiro passam todas a despesas gerais familiares, cujo limite de dedução é de 250€ e facilmente se atinge, caso esteja incluído nesse valor despesas de saúde, educação ou despesas relativas a dedução do IVA, não obtêm essa dedução, que pode permitir receberem mais valor de IRS.

publicado por Rosa Cristiana* às 09:24
De Aninhas. a 31 de Janeiro de 2018 às 12:32
Como a minha situaçao é igual ao aos anos interiores, penso que não será preciso ir atualizar nada! Ou será? E com esta nova modalidade, quem não percebe nada de internete e não tenha quem lhe faça, lá terá que pagar a quem lhe faça! Ou seja, é sempre o estado a lixar o zé povinho. Preciso fazer analizes, o hospital diz que tem o aparelho avariado, se as quiser fazer tenho que ir a um laboratório pagar um balurdio, agora tb o IRS. Com uma reforma de 200€, estou a ver que dp de velha, tenho que ir pra beira da estrada, ver se ganho pr lá algum.

mais sobre mim
Dica da Semana

Publicidade
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO