Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31
Contacto
Dúvidas ou sujestões dicasparapoupar@gmail.com
Newsletter

Escreve aqui o teu e-mail:

Delivered by FeedBurner

25
Jan
16

Este ano a entrega do IRS relativo aos rendimentos de 2015, terá bastantes alterações, os prazos para entrega das declarações em papel ou pela internet altera e também existem novas regras para as deduções à coleta.

Até 15 de Fevereiro de 2016 devem consultar, registar e confirmar as faturas no Portal das Finanças.

Assim depois de reunir todos os documentos, devemos confirmar que estão registados no site, caso não estejam devem registar com todos os dados corretos.

Devemos também confirmar que não temos faturas pendentes de confirmação e dar as informações corretas caso haja alguma pendente.

Verificar se as faturas estão associadas ao setor de despesa adequado, podem sempre alterar caso não esteja correto.

Este procedimento tem que ser feito por cada titular de despesas do agregado familiar, incluindo os dependentes, assim não se esqueçam de pedir a senha ou registarem-se no site a tempo para conseguirem confirmar tudo.

Depois, de 1 a 15 de Março de 2016 devem consultar no endereço adequado IRS Portal das Finanças, também por cada titular, as despesas que serão contabilizadas na declaração de IRS, verificando os valores por cada setor de despesas e, caso necessário reclamando as não conformidades.

Já sabem que entregar a declaração pela internet tem bastantes vantagens, além de poupar tempo em deslocações e de facilitar com pré-preenchimento ainda recebem o reembolso mais rápido.

Assim não se esqueçam de pedir as senhas ou verificar se estão corretas as que têm e confirmar os documentos antes de 15 de Fevereiro de 2016.

publicado por Rosa Cristiana* às 09:16
12
Jan
16

Mais um ano que passou e outro que começa é inevitável fazer balanços do que aconteceu no ano anterior, seja balanços das nossas despesas, ou balanços das receitas e também um balanço do saldo que conseguimos apurar ao final do ano e de todas as poupanças conseguidas.

 

 

Também é altura de fazer um balanço e ver se afinal compensa ou não responder a inquéritos e obter alguma contrapartida por isso, a minha conclusão é que compensa, pois sempre somos recompensados, ao final deste ano, na totalidade de todos os sites em que participo obtive 121€, dos quais 15€ optei por doar a uma instituição.

Recebi ainda algumas ofertas da Nicequest, um telefone "fixo" portátil, a PT queria 25€ por um e vendo o preço em várias lojas não eram mais baratos, este foi a custo zero, e ainda umas forminhas para bombons, não tirei fotos, mas um dia destes partilho.

Assim, continuo a recomendar os sites que pagam por darmos a nossa opinião, através de inquéritos.

Os que mais enviam inquéritos neste momento são o GlobalTestMarket (tenho recebido com muita frequência e mesmo que não seja seleccionada recebo sempre um miminho de 5 Marketpoints pelo interesse) e também o Nicequest (mesmo que não sejamos seleccionados ou se demorarmos a responder e formos tarde recebemos sempre alguns pontos caracol que depois poderemos trocar por prémios), infelizmente neste site só podemos fazer convites em situações pontuais quando eles dão essa oportunidade, podem deixar o V/ contacto neste formulário, assim quando puder fazer convites enviarei os vossos dados.

Depois recebo com menos frequência mas também com valores interessantes da Painel de Questionários, SuaOpiniaoConta, Opiniões de Valor e Netsonda.

O site SuaOpiniaoConta faz ainda todos os anos um Inquérito Nacional do Consumidor, bastante longo, mas que podem ser feito em várias partes, onde recebemos um cheque presente no valor de 10€ em apenas um inquérito.

A Multidados voltou à carga e tenho recebido alguns e-mails a avisar de novos inquéritos.

No entanto depende sempre do perfil de cada um, devem é ter sempre os perfis completos para que sejam convidados mais frequentemente.

P.S. Para mais informações de cada site, basta carregarem no link no nome de cada um 

publicado por Rosa Cristiana* às 14:20
07
Jan
16


9366088_VwMpy.png 

Um ano novo que se inícia, depois de definir os objetivos, entre eles está sempre implícita a poupança, como não podia deixar de ser.

Assim hoje deixo-vos uma sugestão para que consigam um ter "um pé de meia" no final do ano.

Existem várias formas de poupar, com os salários baixos e muitas despesas, colocar dinheiro de lado todos os meses é cada vez mais um desafio.

No início de cada ano, tenho visto em vários blogs a sugestão de cumprir o desafio das 52 semanas, que consiste em colocar num mealheiro todas as semanas do ano o valor correspondente ao número da semana, semana 1, 1€, semana 5, 5€, semana 51, 51€, semana 52, 52€. O valor que se consegue poupar é muito convidativo, 1.378,00€, mas é também um desafio muito díficl de cumprir pela maioria das famílias, mesmo com algumas adaptações à realidade de cada um.

Assim convido-vos a fazer um desafio diferente, mais fácil de cumprir, para conseguirem um pé de meia em 2016, é sempre importante ter algum valor de lado para imprevistos:

Guardarem no início de todos os meses 10% do rendimento mensal

Também este desafio pode ter várias adaptações à realidade de cada um:

- Optei por indicar no início do mês, porque, se tiverem um salário fixo é a altura ideal para colocar esse valor de lado, pois infelizmente muitas famílias chegam ao final do mês com saldo zero ou negativo.

- Se vos vai fazer falta esse valor? Aí está o espírito do desafio, fazer um pequeno esforço para o conseguir cumprir, fazendo pequenos "cortes" que se traduzirão em poupança, não faltam dicas aqui no blog para isso.

- Se o vosso salário não for fixo, podem optar por estipular um valor igual para colocar de lado todos os meses, dentro das vossas possibilidades.

- Se conseguirem colocar mais a meio do ano ou no fim, o objetivo poderá ficar cumprido ainda mais cedo :)

- Fazendo umas continhas rápidas, fazendo contas ao salário mínimo, 10% de 500€ dá 50€ por mês, que multiplicado pelos 12 meses do ano dá 600€, não é uma poupança tão alta como a que referi em cima, mas grão a grão enche a galinha o papo e penso que será bem mais fácil de cumprir

- Se forem um casal e conseguirem colocar de lado 50€ por cada um já dará 100€ por mês, 1.200€ por ano.

- Afinal não vale propormo-nos a um objetivo que sabemos à partida que não conseguimos cumprir, é desmotivante

Quem alinha em participar neste desafio? Um pé de meia para 2016? 

publicado por Rosa Cristiana* às 09:48
04
Jan
16

Início do ano é altura ideal para definirmos os nossos objetivos para o novo ano que agora se inicia.

 

O ideal é definir objetivos o mais concretos possível e que consigamos cumprir.

Aqui ficam alguns dos meus objetivos para 2016:

- Ser feliz e fazer os outros felizes (inclui ser mais solidária)

- Poupar mais na alimentação, aproveitando sempre as sobras e eliminando o desperdício alimentar com novas ideias de sobras e congelando também o que não vou usar de imediato.

- Fazer finalmente o planeamento das refeições através de menus semanais ou quinzenais, tendo em conta o que tenho em casa (inventário do congelador e da despensa) e os folhetos semanais (que vou acompanhando no Sapo Promos).

- Manter uma alimentação mais saudável, eliminando mesmo alguns alimentos prejudiciais (no último ano não consumi refrigerantes e tenho-me sentido muito bem), sumos apenas bem caseirinhos.

- Reutilizar mais evitando também desperdício de vários materiais que utilizamos diariamente (fazendo alguns projetos diy que já tenho em mente).

- Escrever mais no blog e partilhar mais as minhas experiências pessoais de poupança.

E vocês já definiram os objetivos para este novo ano? Partilhem as vossas ideias e objetivos.

E Boas Poupanças 

publicado por Rosa Cristiana* às 08:55
mais sobre mim
Dica da Semana

Publicidade
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO